Primeiros Passos

Há mais ou menos 2 anos, publicamos um artigo mostrando os primeiros passos para ingressar sua empresa no comércio exterior,e lá falamos sobre o que você precisaria entender para começar a importar ou exportar. De lá para cá soltamos vários conteúdos que especificam melhor o que fazer em cada etapa, mas como estão soltos pelo blog, achamos interessante fazer esse post que vai funcionar como um guia para cada etapa.

É importante atualizar algumas informações daquele artigo, pois os incentivos ao comércio exterior brasileiro aceleraram bastante e diminuiram as barreiras de entrada para novos participantes, além dos avanços tecnológicos que propiciam uma maior gama de produtos a serem importados e exportados.

Mas, vamos ao ponto principal do artigo, o passo a passo para ingressar no comércio exterior.

O primeiro passo é habilitar sua empresa no RADAR, e para isso, produzimos uma série de artigos explicando bem cada etapa, e você pode conferir clicando aqui.

Quando sua empresa estiver devidamente regularizada no SISCOMEX e no Radar é a hora de buscar um agente fundamental para ter assertividade e velocidade na sua entrada e nas suas operações. Esse agente é o Profissional de Comércio Exterior, e clicando aqui você vai entender mais da importância desse especialista.

Além de evitar problemas com a receita federal e agilizar as burocracias do processo, esse profissional também pode te auxiliar a encontrar bons parceiros internacionais como falamos no artigo “Encontre um bom parceiro internacional”e também como fazer uma boa prospecção de novos clientes.

Estando regularizado, com alguém de expertise ao lado e com clientes prospectados, é a hora de iniciar os processos, e como sabemos o mercado internacional é muito competitivo, portanto todo incentivo é bem-vindo. Todo custo que sua empresa conseguir mitigar pode e deve refletir no preço final do produto, pois isso pode te dar uma vantagem na hora que fechar os negócios mais rentáveis, falamos mais sobre isso no artigo sobre lucratividade. 

Claro que importar ou exportar tem suas particularidades, por isso, listamos as diferenças e benefícios de cada operação.

Quanto aos incentivos em si, temos esse artigo sobre regimes aduaneiros especiais, além de publicações sobre a DU-E e Duimp, que são formas de agilizar o processo garantindo que o tempo seja otimizado, pois como bem sabemos, em comércio exterior tempo é dinheiro.

Quanto mais você souber sobre osintervenientes e anuentes aduaneiros, que são peças importantes no processo, mais você se sentirá confortável para ingressar no comércio exterior.

Por isso a ideia desse artigo é unir todas a informações que disponibilizamos para que você enxergue o panorama total e decida colocar sua empresa para aproveitar desse mercado em constante expansão.

Por fim, ainda temos mais 2 fatores que tornam atrativa a ideia de negociar além das nossas fronteiras. O primeiro é o Acordo Mercosul e União Europeiaque vai abrir mais oportunidades de mercado, e o segundo é a constante expansão da China, que possui uma diversidade de oportunidades para todo tipo de empresa e setor que queira iniciar uma parceria, por isso não deixe de conferir nossa série sobre a China.

Portanto, esperamos que essa atualização possa iluminar o caminho para o comércio internacional. Se precisar de uma lanterna a mais, contrate um de nossos consultores especialistasem colocar novas empresas no universo do trade.

CLOSE
CLOSE