Loja

Essa é uma pergunta que a resposta é aquela bem frustrante: depende.

Mas nesse caso realmente vai depender de alguns fatores.

Analisando o mercado como um todo e levando em conta que o objetivo da sua empresa seja aumentar o faturamento, ter uma loja virtual para revender produtos importados pode ter efeitos positivos, pois assim você pode alcançar mais pessoas em todo país.

Por outro lado, nesse mercado a concorrência é gigante, até porque hoje em dia os próprios sites chineses, por exemplo, vendem diretamente pra cá, mas com as desvantagens da conversão do dólar e tempo de entrega serem bem mais burocráticos e com risco da sua mercadoria ficar retida na aduana.

Na visão dos nossos profissionais de comércio exterior, as vantagens mais expressivas da importação estão no volume, pois assim consegue-se trazer uma boa quantidade de produto por um melhor valor de custo. Isso sugere a necessidade de um bom investimento para trazer contêineres fechados ou dividir como falamos no artigo sobre Importação vs Exportação.

Se sua empresa tem todas as condições para trazer um grande volume de produto, uma maneira interessante de escoa-lo talvez seja sim uma loja virtual, considerando o gasto logístico e o armazenamento. Mesmo que você não consiga brigar com os preços dos sites chineses, poderá levar vantagem no tempo de entrega.

Claro que outro fator importante é a demanda pelo produto importado, como já abordamos antes aqui no blog.Se existe a necessidade, a venda será uma questão de boa divulgação.

Como dissemos no início, a ideia de ter uma loja virtual para que sua empresa possa revender os importados, é condicionada ao propósito, pois se você está visando lucro, pode ser algo que não te traga tanta margem assim. Porém se sua ideia é testar a aceitação de um novo produto por parte do mercado brasileiro, sem se preocupar com a margem, a loja virtual se torna um ótimo meio para alcançar mais pessoas e medir o interesse, principalmente pelos mecanismos de medição que a internet proporciona.

Você saberá com exatidão o impacto gerado pelo produto.

Muitas empresas importam com a ideia de se tornarem distribuidores, porque isso lhes garante que o volume importado será escoado rapidamente, e não terão o custo de armazenagem prorrogado por baixo número de vendas. Nesse caso a loja virtual não é tão interessante, pois funcionaria mais como um catálogo para um comprador. Na venda B2B é comum que os acordos sejam fechados de diferentes formas, não sendo necessário uma loja online para isso, apenas o network correto para encontrar esses parceiros capacitados.

Contudo, não há certo ou errado, um canal de vendas a mais sempre será vantajoso para sua empresa, basta usar da maneira mais assertiva para capitalizar melhor. Senão, será só um elefante branco ocupando o lugar de um investimento que poderia estar empregado em negociações internacionais. É chover no molhado, mas a assistência de um profissional de comércio exterior sempre é imprescindível para que você não desperdice seu ativo mais precioso: tempo.

CLOSE
CLOSE