Commoditie

Algum tempo atrás aqui no blog, começamos a falar sobre a importância do agronegócio para o comércio exterior brasileiro, e não tem como falar do mercado agro, sem falar das commodities.

Commodities são aquelas coisas que aprendemos na época do colegial e nunca entendemos direito do que se trata. Então, para que você finalmente entenda de maneira simples, commodities são os produtos que servem de matéria prima e são produzidos em larga escala, como a soja, o boi, o petróleo e afins. A característica marcante de uma commoditie é que seu preço é fixado, como se fosse uma moeda como dólar e euro. Ou seja, se você resolve vender uma, não vai conseguir colocar um preço mais alto, pois quem regula é o mercado.

Sendo assim, qual a real vantagem de exportar ou importar uma commoditie, se não vou ter lucro alto na venda e nem consigo comprar mais em conta?

Aqui vai a resposta: volume.

Commodities são valiosas pelo que falamos acima, são matérias primas fundamentais de produtos de alta circulação, portanto o volume necessário é gigantesco ede modo geral o mercado sempre tem demanda para absorver.

O Brasil é a menina dos olhos do mercado internacional, sendo um dos maiores exportadores de matéria prima, e com os recentes acordos de comércio fechados com o mundo árabe, a perspectiva é que haja um aumento nas exportações. Esse mercado quase efervescente favorece a entrada de novos integrantes.

Se sua empresa tem alguma commodity ou pensa em adquirir para exportar, a vantagem é que tem mercado, mas vale a pena pesquisar quais tem melhor adesão. A desvantagem fica por conta da concorrência acirrada, o que pode fazer com que sua empresa leve tempo até consolidar bons parceiros internacionais e ter superávit.

Caso seu pensamento seja importar matéria prima para sua produção, a consideração tem que ser feita em cima de outros fatores, uma vez que preço não é determinante. Aqui vale considerar bem os custos de armazenagem, de transporte e principalmente um seguro que garanta a integridade dessa commodity, principalmente se for orgânica. Tentar economizar nesse ponto pode sair muito caro.

É de suma importância, que antes de pensar em importar algo, verificar com certeza se não tem produção de similares aqui no Brasil e se realmente o volume necessário para sua operação será de um tamanho que valha a pena a importação. Para pequenas quantidades, recomendamos buscar no mercado interno, pois provavelmente algum grande player já importou e pode disponibilizar num preço mais alto, porém no final você economiza os encargos de uma transação internacional e principalmente economiza tempo.

Portanto, é interessante estar atento ao mercado das commodities se sua empresa já tem, ou deseja trabalhar com esse ativo no futuro. Aqui no blog estamos sempre trazendo dicas e conteúdos que podem te ajudar a se preparar. E na nossa newsletter semana, trazemos as notícias atualizadas do comércio exterior, onde você pode encontrar várias oportunidades para seu negócio. Assine a nossa newsletter e fique por dentro.

CLOSE
CLOSE