Superavit

Na semana passada explicamos o que é a Balança Comercial (se perdeu, veja clicando aqui) e como o conceito de superávit e déficit pode ser aplicado nas operações do dia-a-dia. Foi apontado também que nem sempre lucro positivo é sinal de um bom ano e vice versa.

Dito isto, é interessante agora falarmos um pouco de outras coisas pertinentes ao comércio exterior além do financeiro, o relacionamento.

Já temos aqui no blog um artigo sobre Escolher Bons Parceiros internacionais (clique para ler) e sobre Intervenientes aduaneiros (clique para ler), ambos são elementos importantes do processo de comércio exterior.

Normalmente, a entrada no mercado internacional vem acompanhada de um pensamento a longo a prazo. Idealmente queremos que nossa empresa tenha uma porta direta para comércio entre os países com a demanda necessária.

Por isso relacionamento é tão importante.

Uma vez criado um caminho de exportação ou importação é importante estabelecer uma manutenção e um fortalecimento, por isso a necessidade de sempre buscar um parceiro confiável para fazer negócios.

Cumprir com o combinado é fundamental, mas é só o primeiro passo. Um conceito que pode colaborar muito é o de “overdeliverying” que consiste em entregar o que foi combinado acrescido de um algo a mais que deve ser percebido como valor para outra parte.

Não é questão apenas de “vendi 100 vou mandar 110”, pois isso pode ser percebido com um tipo de promoção ou até pior, pode ser percebido como um erro e isso pode abalar a percepção do seu parceiro em relação ao seu profissionalismo.

Entregar mais pode simplesmente significar estar mais presente, mostrar iniciativa para agilizar os processos e entender a relação como algo além de uma mera transação financeira. É próximo de uma amizade, onde as vezes um pode fazer um “favor” para o outro e isso cria uma relação de reciprocidade que consequentemente pode se tornar um vínculo de confiança.

Esse foco no relacionamento é um diferencial, principalmente se seu produto tenha uma condição próxima de commodity, onde o preço e qualidade dos concorrentes vão ser muito semelhantes ao seu. Em caso de dúvida, um prospecto vai sempre optar por algo que ele conhece e tem a mínima confiança.

Por isso, na estratégia de longo prazo no comércio exterior, além de se preocupar com um fluxo de caixa saudável, deve-se ter um cuidado maior em construir boas relações com os parceiros, não apenas os de compra e venda. Intervenientes aduaneiros também merecem o mínimo de atenção para que conheçam você e seu produto muito bem para minimizar problemas com liberação.

Outra relação de confiança imprescindível é com o seu despachante aduaneiro. Ele é um elo valioso entre você e os demais componentes desse trâmite. Por isso busque sempre um profissional de comércio exterior experiente e confiável, pois esse estará do seu lado por muito tempo.

Portanto o balanço comercial do seu caixa deve andar de mãos dadas com o bom relacionamento com os parceiros internacionais e os intervenientes. Veja quais são suas opções, quem goza de sua confiança e quem já se provou diante do mercado, para que no fim das contas o seu superávit ir além do financeiro.

CLOSE
CLOSE