O comércio exterior e a logística fazem parte de um casamento muito importante para economia de um país. Por isso, o transporte de cargas é um assunto que rende muito pano para manga.

Portanto, vamos trazer algumas curiosidades sobre isso, e entender a importância de um agente de carga para agilizar e ainda diminuir custos com as transações de comércio exterior.

Boa leitura.

Um caminho, muitos meios

Basicamente quando pensamos nesse tipo de transporte, o que vem à mente é que o produto vai sair do ponto A e ir ao ponto B, o que parece bem simples na verdade, contudo a prática é muito mais complexa, pois em se tratando de comércio exterior, muitos são os modais de transportes que influenciam diretamente na velocidade em que essa carga vai se deslocar entre os pontos.

Nessa parte entender os participantes da cadeia e formular um planejamento logístico é fundamental para definir qual o melhor modal de transporte, o melhor trajeto e os pontos de coleta e entrega que serão mais assertivos.

Conheça o agente de cargas

Para executar toda essa parte logística entre a saída e o destino, existe um profissional especializado que é muito importante para agilizar os processos no comércio exterior.

Estamos falando do agente de cargas.

Esse é o profissional responsável por avaliar qual o melhor modal de transporte, eleger a melhor rota, visando sempre diminuição dos custos logísticos, estabelecer bons contatos nos destinos com companhias marítimas ou transportes terrestres, otimizar o tempo de deslocamento e ainda controlar os prazos de entrega para diminuir gastos com armazenagem.

Ou seja, é o profissional que vai garantir que a carga vá do ponto A ao ponto B, no menor tempo e custando o menos possível, por isso é importante encontrar um agente de carga experiente, com uma carteira de contatos boa e parceiras bem fundadas, isso garante o translado da sua carga evitando possíveis perdas e ainda ajuda ampliar o networking da sua empresa.

Outros cuidados que podem ser feitos ainda com a carga na sua empresa, são os seguintes:

  • Separar, embalar e marcar os produtos;
  • Providenciar licenças e despacho aduaneiro;
  • Quitar taxas e tributos relacionados à operação;
  • Separar a documentação necessária para o transporte;
  • Contratar seguro de transporte de cargas;
  • Escolher o modal de transporte mais adequado;
    Estabelecer um diálogo produtivo com fornecedores e clientes;
  • Monitorar o deslocamento das mercadorias.

Seguindo esses passos, você já consegue ter uma boa noção do paradeiro do seu produto e tem o controle das etapas do transporte de carga.

Contudo, vale ressaltar que essa etapa de transporte de carga já se encontra no final da cadeia logística, antes disso é necessário todo um planejamento prévio e a documentação adequada.

Por isso, busque a assessoria de um profissional de comércio exterior, que estará apto para acompanhar o processo desde o início e ainda monitorar o pós venda para te ajudar a estreitar as relações com o seu cliente internacional.