Já explicamos a importância de consolidar a marca da sua empresa no mercado interno, e depois as vantagens de internacionalização , então hoje, é o momento de finalmente mostrarmos quais são os primeiros passos para ingressar no mercado internacional de uma vez por todas.

De antemão, é importante reforçar mais uma vez, que apesar de uma estratégia muito vantajosa, é preciso muita atenção na hora de ingressar no comércio exterior. Existem muitas burocracias e alguns conhecimentos que não óbvios, por isso que a presença de um profissional de comércio exterior, principalmente nesse início, é fundamental para evitar prejuízos e problemas mais graves.

Aqui, vamos falar um pouco das noções gerais para você entender se sua empresa já tem a base para começar a exportar seus produtos ou serviços.

Vamos lá.

Analise todos os custos

Além de documentações, existem custos referentes a exportação que precisam ser bem analisados, não apenas pensando na margem de lucro da sua empresa, mas também pensando na competitividade do preço final do seu produto.

Sendo assim, quanto mais você reduzir o custo da sua produção e das burocracias, melhor fica o preço final, podendo assim ter uma alta adesão no país destino.

A dica aqui, é iniciar buscando parceiros próximos, principalmente do Mercosul, pois com o acordo vigente, você irá esbarrar em menos barreiras tarifárias e isso vai aliviar bem os custos.

Preço dos concorrentes locais

Ao entrar com seu produto num outro país, além de levar consigo um bom diferencial, é preciso estar atento ao preço praticado pelos concorrentes, pois já existe uma barreira cultural que é natural, e faz com que a população favoreça o produto local, no entanto se o seu tiver uma qualidade ou um grande diferencial, com preço parecido, isso com certeza agrega muito ao apelo comercial do seu produto.

Brace yourselves, burocracia is coming

Sabemos que no Brasil temos sim muitas burocracias, porém na exportação, temos muitos incentivos fiscais que agilizam e facilitam o processo. Contudo, no país destino a história é outra, por isso é importante ter em mente que vão ter barreiras para serem transpassadas para que seu produto ou serviço adentre outro país.

Nosso último podcast foi justamente sobre isso, as barreiras alfandegárias, vale a pena conferir para entender mais.

Parcerias estratégicas

Uma boa forma de sair na frente, é criar parcerias com empresas consolidadas no segmento no país destino, que não sejam concorrentes, mas sim, complementares.

Por exemplo, se sua empresa vai exportar um café diferenciado, é ideal que você crie uma parceria com alguma rede de padarias ou supermercados bem estabelecidos, que vão dar esse boost inicial para alavancar seu produto.

Esse não é exatamente um movimento fácil, pois é necessário o mínimo de conhecimento do mercado local do país destino, e para isso, outra parceria é ainda mais fundamental, uma empresa especializada em comércio exterior, será de grande valia para entrar num novo país, pois aqui na Samerica Trade por exemplo, temos ampla experiência com negociações com países do Mercosul, e poderemos auxiliar no ingresso de sua empresa no comércio exterior.

Nosso objetivo é mostrar que o mercado exterior não é nenhum bicho papão, e que com um pouco de organização e o mínimo de auxílio profissional você consegue aproveitar os benefícios e as vantagens de operar no comércio exterior.