Chegando próximo ao fim da nossa série de produtos mais exportados pelo Brasil em 2019, o segundo lugar da lista são os óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus.

Esse insumo correspondeu a 10,7% de todo o volume de exportação do ano passado, um número bem expressivo, e que apesar dos percalços de 2020, ainda representa uma fatia parecida nas exportações deste ano.

Vamos entender um pouco mais sobre os óleos brutos de petróleo e sua importância para o comércio exterior brasileiro.

Boa leitura!

Qual a finalidade da exportação?

Desde a descoberta do petróleo no pré-sal, que o Brasil passou a ser um país autossuficiente na produção deste insumo, e com a demanda interna completamente atendida, o próximo passo lógico foi exportar.

O petróleo é uma grande fonte de energia, e o refino dele para uso que vemos comumente, como combustível automotivo, passa por um refino custoso, por isso, a opção de exportar na forma bruta, acarreta num preço mais competitivo, porém menor lucratividade.

Muitos países precisam do petróleo como combustível, e tem maneiras de refina-lo, porém não mais a fonte de extração, por isso, importar o óleo cru é de fato uma alternativa muito viável.

Para onde exportamos?

Parece que estamos sendo repetitivos (e estamos), mas novamente vemos a China dominar as importações desse produto do Brasil.

Só em 2019, de todo óleo bruto de petróleo exportado pelo país, 64% teve como destino a China, com os Estados Unidos distantes na segunda posição, com apenas 13%.

O ano passado foi um ótimo ano para exportação deste insumo, porém ainda abaixo do nosso pico histórico, registrado em julho de 2018, onde o equivalente a 3,5 bilhões de dólares, foram exportados pelo Brasil aos países mundo afora.

A extração e exportação dos óleos brutos de petróleo ainda está majoritariamente na mão do estado, porém, existem especialistas que acreditam em uma privatização da estatal Petrobrás e mesmo na abertura desse mercado para entrada de outros players, mas no momento, são só especulações com poucos fundamentos.

Conclusão

A indústria brasileira, mesmo que a passos lentos tem se modernizado e vem ganhando mais espaço no comércio exterior. Apesar de longe do ideal, podemos ser otimistas e acreditar que em breve novas oportunidades de negócios irão surgir.

Por enquanto o mercado de exportação de óleos brutos de petróleo é muito restrito, porém com canais de relacionamento bem fixados com os países destino, o que pode abrir campo para que encontre oportunidades para sua empresa comercializar um produto ou servido que tenha relação indireta com este insumo.

Enfim, conte com a nossa assessoria para saber enxergar melhor quais as oportunidades, e aos poucos internacionalizar sua marca, e conseguir mais parcerias internacionais de valor.