Em meio a tantos acontecimentos, o mercado não para, e mesmo durante as crises e paralisações decorrentes do coronavírus, ainda temos acordos comerciais em tramitação pelo mundo.

É seguro assumir que em breve teremos que importar insumos relacionados ao enfrentamento do Covid-19, e enquanto isso, vamos rever como estão os nossos acordos comerciais vigentes e os futuros.

Mercosul, juntos na crise

Através de uma reunião virtual convocada recentemente pelo atual presidente do bloco, os integrantes do Mercosul acordaram uma série de medidas para frear o avanço do coronavírus pelo continente. Foi abordado também nesse encontro online, medidas e estratégias para enfrentar os desafios econômicos que surgirão em decorrência do isolamento social e superlotação dos sistemas de saúde.

Dentre algumas medidas acordadas que foram apresentadas na declaração oficial, estão os esforços para que as pessoas que estão fora do seu país de origem, consigam retornar em completa segurança.

Também disponibilizaram os seus ministérios da saúde para em um esforço conjunto trocar informações através de reuniões virtuais, afim de encontrar tratamentos, medicamentos e medidas para conter o avanço do Covid-19.

Por fim, também dispuseram de dispositivos multilaterais de crédito, como BID, CAF e FONPLATA para que em uma ação conjunta consigam soluções eficazes para economia atual e uma necessária recuperação em breve.

Essa união entre as federações será fundamental para que os impactos sejam ao menos minimizados no continente sul-americano.

Europa em estado de alerta

Como bem sabemos, temos o aguardado acordo Mercosul e União Europeia pendente de algumas etapas burocráticas como a revisão do texto pelos países participantes e a elaboração final do acordo em seus aspectos comerciais.

A estimativa do início do ano, era no segundo semestre de 2020 termos uma definição, porém na atual conjuntura do cenário mundial, o fim dessa novela deve se estender para 2021 ou 2022.

De fato, a Europa tem sofrido bastante com os crescentes casos de coronavírus, as medidas de contenção hora ignoradas, hora retardadas, fizeram com que o Covid-19 se torna-se um problema gigantesco para os países do velho continente.

Itália, Reino Unido, e Espanha principalmente, tem seus hospitais já lotados e o lockdown deve durar um bom tempo. Isso congela a economia e muda o foco da União Europeia, para, assim como mencionamos o Mercosul, buscar soluções que contenham a epidemia local e também um plano de ajuda financeira à população em quarentena.

 

O pós crise

Infelizmente, não se tem a menor previsão de quando esse momento terá um fim. Até porque, uma pandemia dessa magnitude é inédita na história moderna do planeta.

Especialistas dos mais variados campos acreditam que após isso veremos uma revolução no modo de vida das pessoas. Uma pré disposição para resolver questões importantes de forma virtual vai surgir, o que pode nos trazer meios ágeis para negociações em tempo real pela internet.

Para o comércio exterior, o que podemos esperar de forma otimista, é que os Governos em conjunto com a Organização Mundial do Comércio entendam a necessidade de flexibilizar os processos documentais das transações internacionais, para termos um comércio mais livre, unido e rápido.

Enfim, esse é um momento que exige muito planejamento e cautela, por isso se você ainda precisa operar no comércio exterior, conte com a ajuda dos nossos especialistas. Estamos em home office porém 100% disponíveis para auxiliar o andamento do comex.

WhatsApp chat