No mais recente artigo falamos um pouco sobre o trader, profissional de comércio exterior que é fundamental para um processo ágil, efetivo e rentável. Nesse artigo aqui, falaremos da importância do despachante aduaneiro (que é muito confundido com o trader) e sobre como muitos problemas fiscais podem ser evitados por esse profissional.

Todo processo de comex, seja importação ou exportação, requer uma série de documentos e estar em acordo com todas as minucias é algo que requer muita atenção, pois essa é a documentação que garante a legalidade da negociação e garante a liberação da mercadoria no destino.

Vamos lá, para começar, o despacho aduaneiro é o procedimento fiscal que o exportador necessita para desembaraçar sua mercadoria na origem, feito à partir do registro de exportação deferido. Essa documentação é solicitada junto a Secretaria da Receita Federal via Portal Único. Solicitado esse despacho, a própria Receita Federal indica os demais procedimentos, pois cada mercadoria pode ter especificações técnicas ou necessitar de anuência de algum outro órgão interveniente.

Regido por um regulamento próprio, o despacho aduaneiro exige muitos conhecimentos técnicos. Sendo assim, o profissional que atua nesse meio deve dominar assuntos, como regimes tributários e tratamentos administrativos, o que dificulta a realização desse procedimento para muitas empresas.

Em termos leigos, o despachante aduaneiro atua como vigia de todo o processo de exportação ou importação, conferindo as documentações em cada etapa, checando os pormenores e relacionando diretamente com os órgãos intervenientes para que a operação ocorra com toda segurança fiscal dentro do menor tempo possível.

O despachante aduaneiro atua não só na prevenção de eventuais prejuízos oriundos de erros de documentação, mas também na captação de vantagens previstas na legislação e no uso de incentivos fiscais para que o seu custo possa ser reduzido ao exportar. Um profissional antenado também sabe tudo sobre Regimes Aduaneiros Especiais, que são uma mão na roda, pois para determinados produtos podem garantir uma margem maior ou até uma precificação mais competitiva por parte do exportador.

Então, sendo assim, qual a diferença do despachante aduaneiro e do trader? Bom, digamos que de forma simples, o despachante é um interveniente aduaneiro, então cedo ou tarde sua empresa vai se deparar com um no processo, seja de forma ativa ou passiva. Mesmo que você deseje fazer todos os processos de comércio exterior por conta própria, na tentativa de cortar custos, eventualmente irá entrar em contato com um despachante da outra parte, que vai atuar fazendo a conferência de toda a documentação. Em caso de erro, você terá que refazer todo processo, e isso leva tempo, consequentemente causa prejuízo.

Já o trader, pode estar no processo independente do despachante, pois esse pode atuar em outras partes, como previamente, agindo como um captador de possíveis parcerias internacionais.

Ambos são fundamentais se sua empresa precisa de agilidade para entrar no comércio internacional, e isso vai ser determinante para que você consiga competir com a crescente concorrência.

Em suma, o despachante aduaneiro é peça chave no tabuleiro do comex, portanto, busque um que tenha o devido conhecimento e capacidade para fazer parte das suas negociações, aqui na Samerica Trade temos um time de profissionais preparados para fazer o despacho correto da sua mercadoria.