E no terceiro lugar de produtos mais exportados pelo Brasil em 2019 está o Minério de ferro e seus concentrados.

Nosso país sempre foi um grande expoente na extração e exportação de minério de ferro, o que nos rende bons parceiros internacionais para comercializar esse insumo, sendo que no ano de 2011 batemos a marca de 4,5 bilhões de dólares em volumes exportados.

Hoje em dia, ainda estamos entre os países mais procurados por conta do minério de ferro, e vamos entender um pouco mais sobre no artigo de hoje.

Qual a finalidade da exportação?

Possuímos a quinta maior reserva mundial de minério de ferro, e também somos reconhecidos pelo planeta por conta da qualidade do nosso ferro desde a extração.

A demanda por esse insumo é alta, visto que o ferro é um ótimo condutor de calor e eletricidade, e dada a qualidade da produção brasileira, exportamos o minério praticamente pronto para serem aplicados nas produções dos países de destino.

Para onde exportamos?

O nosso maior comprador de minério de ferro é a China, correspondendo a 60% do volume das exportações deste insumo, feitas no ano de 2019.

Os demais países que mais compraram minério de ferro no ano passado também são do continente asiático: Malásia com 8%, Japão com 4,7% e Coreia do Sul com 2,6%. Os volumes restantes são bem divididos entre vários países, com destaque para presença do nosso ferro praticamente em todos os continentes.

Conclusão

É certo que as transações com o continente asiático sempre aparecem por aqui com destaque, o ponto é como se beneficiar dessas parcerias já consolidadas para ingressar no mercado internacional.

Falando especificamente sobre minério de ferro, a extração não é algo tão simples, porém, muitas empresas compram o material logo após a extração pelas mineradoras, e utilizam ou mesmo revendem no mercado interno, talvez seja um bom momento para pensar em internacionalizar a operação e exportar este insumo que tem tanta demanda lá fora.

Também há sempre a opção de exportação indireta, como já abordamos aqui no blog, essa é uma boa saída principalmente para empresas que não tem uma produção do insumo, mas já tem uma entrada no comércio exterior, principalmente se tiver boas relações com os parceiros mencionados acima.

O volume de minério de ferro exportado no último ano foi bem expressivo, porém ainda abaixo da capacidade que o Brasil já mostrou ter no passado. Ainda possuímos uma grande reserva, o que nos mostra um campo de possibilidades para no futuro aproveitar o crescimento dessas exportações.

Mas antes de se aventurar sozinho na exportação de minério de ferro, fale com a nossa assessoria, com certeza poderemos iluminar seu caminho rumo ao comércio exterior