Dando sequência a nossa série aprofundando um pouco mais nos órgãos anuentes, hoje falaremos do INMETRO.

Assim como a ANVISA que abordamos antes, o INMETRO também é fundamental para garantir a qualidade de produtos importados e nacionais, e também fazer a certificação de que não apresentam riscos aos consumidores finais.

Portanto, vamos entender um pouco do funcionamento do INMETRO e qual sua relevância junto ao comércio exterior.

O papel do INMETRO

INMETRO é a sigla para Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, e é um órgão vinculado ao Ministério da Economia.

Sua função é garantir que toda a produção industrial de bens de consumo, seja segura, de qualidade e entregue o que é divulgado.

Por exemplo, cabe ao INMETRO certificar-se que quando você compra um saco de 5 quilos de arroz, o conteúdo da embalagem seja exatamente de 5 quilos. Dessa forma, o consumidor final não sai prejudicado, e em contrapartida as indústrias como um todo produzem dentro de um mesmo padrão de qualidade, mantendo um bom nível no mercado interno e externo.

Para garantir que as empresas estão atendendo os requisitos, o INMETRO possui laboratórios onde realiza os testes necessários para aferir qualidade, segurança e integridade das informações e medidas de um produto.

Quando se enquadram nas condições, recebem o selo de verificação do INMETRO, o que vemos comumente em vários produtos do nosso dia-a-dia.

Portanto sempre que ver o selo do INMETRO, saiba que esse produto está devidamente testado e adequado aos requisitos de qualidade e segurança.

Importância para o Comércio Exterior

Como dissemos, o grande objetivo do INMETRO é certificar que a produção interna está de acordo com os padrões internacionais de qualidade, segurança e precisão de informações, por isso, se torna um anuente imprescindível para qualquer transação de comércio internacional.

Para exportação, produtos bem avaliados e certificados pelo INMETRO, já carregam consigo uma alta credibilidade e certificação de sua qualidade, isso proporciona maior competitividade no mercado externo e desperta maior confiança dos parceiros internacionais.

Já na importação, o INMETRO é ainda mais fundamental, pois precisa fazer uma fiscalização minuciosa nos produtos que entram no país, para garantir que não serão comercializados aqui, insumos que não cumprem as determinações de qualidade e segurança.

O que acontece, é que muitas empresas optam por importar produtos de baixo custo, porém com qualidade extremamente baixa, e isso implica em uma sub valorização do mercado, bem como possíveis acidentes que põe em risco os consumidores. Por isso que antes de escolher o produto mais barato para importar, é preciso entender se ele atende os pré-requisitos mínimos de qualidade e segurança. Do contrário, sua carga ficará presa na aduana, e o prejuízo será enorme.

Enfim, como vemos os órgãos anuentes são uma burocracia necessária, e no caso do INMETRO é fundamental para mantermos o mercado interno nivelado por cima, e fazer dos nossos produtos objetos de desejo internacional pela sua qualidade garantida por um órgão de confiança.

Sabemos que confiança é importantíssimo para as relações internacionais, e esse foi o tema do nosso episódio mais recente do podcast Sua Visão No Exterior, vale a pena conferir.