O Brasil é famoso no mundo por muitas coisas tradicionais da nossa cultura, uma delas é a caipirinha. Mas estamos falando da caipirinha de cachaça, pois esse ingrediente sim é nosso produto exportação que tem conquistado paladares pelo mundo.

Então, vamos falar hoje sobre a exportação desse insumo, um pouco de história e o que você precisa saber para aproveitar esse mercado que só cresce.

Boa leitura.

Cachaça, a marca 100% brasileira

Não há um consenso entre os historiadores sobre o surgimento do nome “cachaça”, tanto que por muito tempo a bebida destilada de cana-de-açúcar era conhecida no exterior como rum brasileiro.

Com o tempo e a globalização, foi ficando claro para o mundo inteiro que esse incrível destilado 100% brasileiro, deve ser chamado pelo seu nome que virou nossa grande marca, a cachaça.

O turismo é um dos fatores que fizeram a cachaça crescer em popularidade, pois os visitantes que vinham ao Brasil, se encantavam pelos drinks feitos com o destilado de cana-de-açúcar, principalmente com a caipirinha que mencionamos logo no início.

Hoje, exportamos muita cachaça para vários países do mundo, portanto está cada vez mais fácil encontrar drinks contendo nossa bebida tradicional.

Números e volumes

Durante a última década houveram altos e baixos nos números e nos volumes exportados, chegando ao pico de 10 milhões de litros exportados em 2014 e terminando com 7 milhões em 2019, o que nos mostra que o mercado ainda tem muito a crescer e que há uma demanda expressiva mundo afora.

Entre os principais países compradores estão:

  1. Estados Unidos
  2. Paraguai
  3. Portugal
  4. Alemanha
  5. Itália
  6. França
  7. Uruguai
  8. Espanha
  9. Holanda
  10. Reino Unido

Estes acima, foram responsáveis por mais de 14 milhões de dólares em exportação de cachaça. (Dados referentes a 2019).

Conclusão

Analisando os dados referentes à exportação de cachaça nos últimos anos, notamos que a demanda pelo produto no exterior é alta, apesar da queda em volume de 2019.

Acreditamos que com os incentivos à exportação vindos do Governo Federal, esse volume tende a crescer nos próximos anos, e veremos a cachaça fazer parte de vários outros drinks ao redor do mundo.

Outro ponto interessante é que além dos 10 países que listamos acima, a nossa cachaça é exportada ao todo para mais de 60 países, o que abre um leque incrível de oportunidades para criar relacionamento com novos mercados, para posteriormente introduzir até outros produtos ou serviços.

Por fim, a exportação de cachaça requer algumas documentações específica e um manuseio especializado, por isso antes de ingressar, procure sempre o auxílio de um profissional de comércio exterior, que vai te auxiliar principalmente na busca de parceiros logísticos qualificados e também a levantar os principais clientes para o seu produto.

Na Samerica Trade temos um time especializado na exportação desse tipo de insumo, e estamos prontos a te ajudar, tire suas dúvidas e saiba mais sobre nossas soluções.