Presentes

Primeiro aprendemos formas de se apresentar, depois como se portar numa reunião, e hoje vamos ver como presentear um chinês.

Aqui no Brasil é comum em um encontro com um possível cliente, que estamos muito interessados em fechar negócio, levarmos um presente, que em alguns casos pode ser amostras do nosso produto. Mas na China a cultura peculiar deles, nos faz ter que pensar bem não só no que presentear, mas como presentear. E também como receber um presente ofertado.

Assim como falamos do cartão de visita no primeiro artigo, um presente dado por um chinês deve ser recebido com as duas mãos, em sinal de gratidão e entusiasmo. Não o abra na mesma hora, a não ser que requisitado pelo anfitrião. Normalmente não pedem, pois entendem que o presente é algo pessoal que a pessoa deve apreciar no seu íntimo

Agora o contrário é complicado. Presentear os chineses é algo que passa por muitos códigos de conduta tradicionais a eles. Alguns tipos de regalos podem ser considerados ultrajantes por conta da cultura do país. Três itens que nunca devem ser dados de presente são: relógio de parede, chapéu verde e crisântemo branco. Isso porque, dentro das superstições deles, esses itens são considerados como portadores de má sorte ou maus presságios. Embrulhos em papel branco também trazem azar segundo a cultura chinesa, a dica aqui é usar embrulho vermelho, que não terá erro.

Quando ao valor monetário do presente, é adequado dar algo de preço intermediário, algo muito caro pode passar do ponto da gentileza e ser confundido com suborno, principalmente se seu segmento ou empresa tiver alguma ligação com o Governo. Opte pela reciprocidade, caso receba um presente, o quanto antes tente retribuir com algo de valor parecido, pois essa troca de gentileza é como um ritual para os chineses. Se bem executado conta muitos pontos a seu favor.

Note que o ponto principal aqui é a reciprocidade, e para os chineses isso tem um valor muito alto e é considerado um dos alicerces para uma boa relação de amizade.

E não violar nenhuma conduta social tradicional da China, denota claramente o seu comprometimento em se aprofundar mais na cultura deles, o que pode muito ser interpretado como um esforço positivo de quem realmente valoriza a pessoa como possível cliente.

Não é à toa que casa vez mais empresas chinesas vem ganhando o mundo e promovendo esse intercâmbio cultural. A ideia é além de movimentar a economia é também difundir mais da sua cultura e tradições. Portanto se você se adiantar e dominar algumas coisas simples do trato pessoal para com eles, com certeza será uma surpresa positiva em qualquer encontro com um nativo da China.

Por fim, no próximo artigo, traremos o último passo para refinar sua apresentação como um todo diante de um chinês: Vestimenta.

Tome cuidado, pois as vezes uma escolha de gravata errada pode pôr a negociação a perder.

CLOSE
CLOSE