O micro e pequeno empresário raramente tem no seu radar a exportação como saída para alavancar sua receita. Muito pelo conceito pré estabelecido que faz parecer que exportar é coisa apenas para grandes empresas.

Na realidade, exportar não é uma tarefa tão simples, mas com um bom planejamento é possível sim vender para outros países e obter bons lucros.

E uma forma que tem crescido cada vez mais é o consórcio exportação, que vamos explicar melhor no artigo de hoje, e quem sabe assim você possa considerar essa metodologia para aplicar no seu negócio.

Boa leitura.

A união que faz a força de vendas

O consórcio exportação nada mais é do que um agrupamento de pequenas empresas de um mesmo segmento, em muitos casos até concorrentes no mercado interno, que se juntam para exportar um mesmo insumo e obter um lucro no mercado internacional.

Essa pratica é muito comum na Europa. Na Itália, por exemplo, é comum que vários pequenos produtores de vinho se juntem para exportar o produto para o mundo todo.

Por conta da otimização logística, normalmente os consórcios são compostos por empresas que estão geograficamente próximas e tenham capacidade de juntas cooperarem para a produção de um alto volume.

No Brasil, a prática ainda está bem tímida, muito por conta de alguns desafios que notamos no relacionamento entre as empresas. Por se tratarem de negócios complementares ou concorrentes, há um grande receio em trocar informações necessárias para viabilizar o projeto.

Alguns pré requisitos são fundamentais para que um consórcio exportação funcione de maneira adequada:

  • Cooperação
  • Comprometimento
  • Investimento

A colaboração entre os participantes tem que ser total, inclusive dividindo informações sensíveis de faturamento e volume de produção, pois tudo isso vai ser considerado no planejamento, para formular o preço final do produto.

Comprometimento com os prazos, pois independentemente de serem várias empresas, o cliente final não tem ideia disso e quer receber a mercadoria no tempo combinado. Por isso é importante que todos estejam engajados para fazer o processo transcorrer dentro do tempo, pois em caso de atrasos, não adianta jogar a culpa de um para o outro.

Por fim, investimento é fundamental para acelerar a produção, melhorar o produto e diminuir custos para chegar no mercado exterior com um preço bem mais competitivo.

Como todos esses pontos considerados, podemos dizer que o consórcio exportação é uma boa forma de colocar seu produto no mundo.

Organização profissional

Todo esse planejamento necessita de uma organização e de bom relacionamento entre as empresas, por isso que contar com a presença de um profissional de comércio exterior é imprescindível para fazer o processo dar certo.

Aqui na Samerica Trade, temos experiência em organizar e coordenar consórcio exportação de vários segmentos, auxiliando com toda a documentação e na busca por potenciais clientes internacionais. Sabemos como pode ser benéfica essa união de pequenas empresas em pról de um objetivo comum, por isso fale conosco e saiba como podemos te ajudar a ingressar num consórcio existente ou mesmo construir um buscando parceiros que estão no seu segmento.

Seja via exportação direta ou por consórcio, conte com a gente para colocar sua visão no exterior.