O brasileiro está presente em todo lugar do mundo, nas grandes capitais internacionais sempre é possível encontrar um conterrâneo nosso. As comunidades de brasileiros pelo mundo tem números expressivos e costumam se organizar bem, a ponto de proporcionar a criação de grandes eventos como o Brazillian Day, um dia repleto de atrações musicais brasileiras para essas comunidades de conterrâneos nossos que moram fora do país.

Esses eventos funcionam como uma forma de matar a saudade de casa, podendo ouvir as músicas e ficar perto dos artistas daqui, e assim recuperar a sensação familiar de estar em casa.

As chamadas cestas de saudade, são uma forma ainda mais particular de matar um pouco da saudade do Brasil, importando produtos típicos daqui.

E hoje, vamos explicar melhor e dar exemplos de cestas de saudade que tem sido um sucesso entre os brasileiros que vivem há muito tempo na gringa.

Boa leitura.

Sabores do Brasil no exterior

É comum ouvir de brasileiros que vivem no exterior, que a saudade da comidinha caseira, do feijão com arroz é algo que os aflige. No entanto, um produto mineiro se tornou o queridinho do chamado “mercado saudade”, o pão de queijo. Essa iguaria de Minas Gerais já se tornou um produto exportação consolidado, segundo dados do próprio Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

E falando do pão de queijo em si, o que era uma forma de matar a saudade do café da manhã tipicamente brasileiro, tem cada vez mais conquistado o gosto dos nativos de outras nacionalidades, sendo consumido de maneira expressiva em países como Canadá, EUA, Alemanha, Botswana, Chile, Uruguai, entre outros.

Além do pão de queijo, podemos destacar também a pamonha e a água de coco como itens de exportação que vem ganhando o mundo através das cestas de saudade.

Exportando carinho e aconchego

Essa demanda gerada por brasileiros que moram no exterior, foi crescendo e gerando oportunidades de mercado. A cesta de saudade é uma forma criativa e carinhosa de exportar esses produtos tradicionais brasileiros, organizados como um belo presente.

Por isso que cada vez mais empreendedores tem se dedicado em montar cestas de saudade, com os itens que mais fazem falta para o brasileiro e enviar para o exterior, seja para consumo próprio ou para presentear um amigo.

De ambas as formas, isso movimenta a economia nacional, cria um novo caminho para exportação e propaga a cultura gastronômica do Brasil para vários países.

Enfim, a cesta de saudade é um produto que tem sido valorizado cada vez mais e justamente por isso, preparamos um artigo sobre se vale a pena exportar esse item.

Fique ligado aqui no blog, assine nossa newsletter que na semana que vem traremos esse artigo.

Abrir o chat
Precisa de ajuda?