Certificações no comércio exterior servem para mostrar ao mercado que foram cumpridas uma série de exigências, pelas empresas que se prestam a passar pelos parâmetros específicos de cada certificação e, dessa forma, obtê-las. Tais parâmetros  variam de acordo com o tipo de certificação e seu objetivo, mas no geral, dizem respeito a padrões de produção, armazenagem e comercialização de produtos.

Principais Certificações no Comércio Exterior

Para começar é importante falar que o primeiro passo é habilitar o RADAR no portal único de comércio exterior da Receita Federal. É neste portal que deverão ser lançados todos os registros referentes ao comércio exterior realizado pela empresa, como registros de despacho e recebimentos de mercadorias.

Falando sobre certificações obrigatórias para o comércio exterior, uma coisa que deve ser levada em consideração é que as certificações necessárias para cada empresa variam de acordo com seu ramo de atividade.

Aqui estão algumas certificações que podem te auxiliar a começar no comércio exterior, independente do ramo de atuação da empresa:

Certificação OEA

Trata-se de uma certificação oferecida pela Receita Federal para empresas que adotam processo de gestão visando minimizar os riscos existentes em suas operações de comércio exterior.

CBPF

O Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF) é um documento concedido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). De acordo com a Anvisa, o documento avalia e certifica as “linhas de produção, formas farmacêuticas, classes terapêuticas especiais e/ou classes de risco de produtos para as quais a empresa foi inspecionada”.

Certificação IATA

IATA significa Associação Internacional de Transportes Aéreos. Instituição Internacional que fornece uma certificação relacionada ao comércio exterior, reconhecida globalmente e que atesta que a empresa aérea logística que atua sob o mais alto nível de segurança e eficiência no que diz respeito ao transporte das mercadorias.

Certificado de Origem

O certificado de origem é um documento utilizado para atestar que a mercadoria comercializada foi produzida pelo país exportador. Tem o objetivo de beneficiar o importador com a redução ou isenção da tarifa do imposto de importação, caso seu país tenha acordo de preferencia tarifária com o produtor.

Certificado de Fumigação

O tratamento aplicado na madeira através da fumigação tem o objetivo de proteger o material contra pragas (insetos). O processo é efetuado por empresas credenciadas junto ao Ministério da Agricultura, que emite um certificado após a sua realização. Além do certificado, a madeira tratada pode ser reconhecida por marcação específica em pallets ou embalagens.

Certificados Fitossanitários

O Certificado Fitossanitário é um documento oficial, feito de acordo com o modelo da convenção internacional de proteção de vegetais. Ele certifica que plantas, sementes, mudas ou outros produtos de origem vegetal estão regulamentados e de acordo com os requisitos fitossanitários de importação.

MAPA – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

Para conseguir falar de todos os certificados não podemos esquecer dos que o MAPA exige para conseguir fazer a Exportação/Importação do seu produto.

1) Certificado do Registro do estabelecimento importador;

2) Certificado de Origem e de Análise do produto

3) Certificado de Tempo de Envelhecimento, quando for preciso;

4) Certificado de Inspeção de importação que autorizou a comercialização do produto dentro do período que o dispense de coleta de amostra, caso precisar;

Esses são os certificados necessário para conseguir exportar/importar seu produto, caso precise de mais alguma não deixe de nos procurar: https://www.samericatrade.com/contato

 

Adolfo F. Blimblien