Redes Sociais

Hoje em dia estamos praticamente 24 horas conectados, não só com nossos amigos e familiares, mas com o mundo todo.

E isso é exclusivamente por conta das redes sociais.

Os smartphones foram além, e tiraram a necessidade de estarmos presos a uma cadeira para ficarmos online e, de quebra, democratizaram o acesso, fazendo com que qualquer pessoa de qualquer faixa etária pudesse interagir com pessoas e com empresas de forma instantânea.

Claro que o comércio exterior já se rendeu há muito tempo a esse movimento, e cada vez mais empresas internacionais usam as redes sociais para conquistar clientes pelo mundo.

Se você navega nem que seja por 20 minutos no Instragram ou Facebook, já deve ter se deparado com propagandas de produtos diretamente da China ou dos EUA, que já convertem o preço de dólar para real automaticamente e ainda despacham o produto diretamente para a sua casa, caso efetue a compra.

Quanto mais você deixar sua empresa fora das redes sociais, mais você estará deixando oportunidades passarem. Além de ser um canal poderoso de comunicação com o cliente, é uma ferramenta que te faz sair na frente dos concorrentes em busca de parceiros internacionais.

O seu produto ou serviço estando presente nas redes, suas vantagens sendo bem explicadas e se possível contendo depoimentos de clientes aparecendo com frequência, farão sua marca ser notada pelo público e pelos possíveis parceiros.

Por isso é importante não fazer de qualquer jeito. A primeira impressão é uma vez só, então se esforce para que seja boa. Não coloque apenas propagandas no Facebook e Instagram, utilize também conteúdos que tragam valor e que mostrem o que sua empresa pode oferecer além de transações comerciais pura e simplesmente.

Essa mesma lógica vale para o Linkedin, com a diferença que todo o usuário da plataforma está lá em busca de negócios, oportunidades de emprego ou de parcerias, portanto, o ideal é utilizar de conteúdo mais técnico e específico sobre sua área ou segmento. Isso vai agregar autoridade a sua marca e vai atrair potenciais parceiros em busca de tirar insights do que foi postado e eventualmente vão querer usufruir do que você pode oferecer.

Conforme mostramos, cada rede social tem suas vantagens e desvantagens particulares, cabe ao empresário entender como se comporta seu público em cada uma e usar da melhor forma para obter mais sucesso com a comunicação.

Por exemplo, o Facebook é uma plataforma que funciona melhor para o público final, com a vantagem de ter um grande volume de pessoas e de ser relativamente mais barata para anunciar. A desvantagem é que tem um público que busca mais entretenimento do que possibilidades de negócio.

O Instagram é parecido com o Facebook, porém com uma maior predisposição dos usuários para o consumo de produtos ou serviços, mas ainda com foco no consumidor final.

Por fim, o Linkedin é onde se encontram a maioria das empresas e executivos dispostos a negociar, porém o volume de usuários é bem menor, fazendo com que o investimento em anúncios seja maior. Na nossa visão, a segmentação que a plataforma disponibiliza, favorece muito o empresário que busca parcerias, mas isso depende de um profissional que entenda bem os mecanismos e saiba extrair o melhor da ferramenta.

Em suma, a nossa dica final é: coloque sua empresa no máximo de redes sociais possíveis, replique os conteúdos ajustando para cada uma delas e se faça presente para que os potenciais parceiros internacionais possam te ver.

Entenda que todas funcionam como caminhos, quem encontrar seu Facebook vai buscar seu Linkedin e depois o seu site e vice versa.

Tudo está interligado e as oportunidades que estão geograficamente distantes podem estar digitalmente muito mais perto do que você imagina.

Coloque sua marca na internet, pois quem é visto é lembrado e contatado.

CLOSE
CLOSE